Menu Fechar

Quando sou má, sou óptima!

A reflexão desta semana vem pela mão de Isabel Leal, autora do livro Dia a dia. E o tema da reflexão aborda a dicotomia boa-má.

É muito interessante esta reflexão e no fundo ela fala-nos sobre este contrastes, os opostos no mundo em que vivemos. Fala-nos na subjetividade destas avaliações também, em como tudo depende do contexto e do nosso sentir do momento.

As coisas são o que são e nós somos bons e maus.

E se avaliarmos menos e observarmos o que é pelo que é, simplesmente, nada mais do que isso.

E se escolhermos de acordo com a nossa preferência mas sem precisarmos de emitir um julgamento.

Nós podemos querer fazer algo diferente, podemos fazer algo melhor do que antes, mas não precisamos ser bons ou maus devido aquilo que nós fazemos ou escolhemos fazer.

O outro não precisa ser bom ou mau. Até porque é nossa avaliação, o outro é o que é e o outro está centrado nas suas necessidades, na sua própria vida, assim como nós estamos centrados na nossa, no nosso sentir, nas nossas necessidades.

E há tanta coisa que nos passa ao lado por isso mesmo, porque estamos centrados em nós mesmos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *